8.11.12

Release Drácula-Bram Stoker-Editora Landmark



Drácula

Bram Stoker
Edição Bilíngue-Português/Inglês
Capa Dura-16cmx23cm º 432 páginas
2012º Literatura Inglesa
Ficção:Terror
ISBN 978-85-8070-009-1
Preço de Capa:R$37,00



Bram Stoker publicou seu romance “Drácula” em maio de 1897, estruturando-o como um romance epistolar, escrito a partir de uma série de cartas, relatos, diários pessoais, reportagens de jornais, registros de bordo, etc. A solução narrativa do autor foi brilhante: narrar a história a partir dos diários e memorandos de seus protagonistas, com isso as confissões e desesperos dos envolvidos na trama vão dando forma ao perigo, que só muito depois se torna completamente evidente.

Ele nos apresenta também os costumes, tradições e a cultura da Inglaterra vitoriana e o a reação dos britânicos com relação ao que vem do estrangeiro, personificado através do medo arquetipiano da figura do vampiro. Nesse sentido, a realidade do racionalismo britânico entra em choque com o sobrenatural, explicitado através das figuras opostas de Drácula e de Van Helsing, ambos estrangeiros e pertencentes a sociedades estranhas aos costumes britânicos.

A atmosfera gótica é o pilar do romance: a maior parte da história se passa na Inglaterra, berço da civilização industrial e para onde o Conde se dirige com o intuito secreto de conquistar o mundo, o que é apenas sublimado ao longo da narrativa.

Quando o conhecimento científico encontra seu limite para lidar com os fatos, resta o conhecimento popular. É desse conhecimento que Van Helsing tira os procedimentos necessários para acabar com o vampiro. As dicotomias entre as figuras do bem e do mal são figuradas nos personagens humanos e nos vampiros. O único contato entre os universos é a sensualidade e o erotismo.


O personagem principal, que é apresentado indiretamente através das narrativas dos demais personagens, pode ter sido inspirado na vida do príncipe Vlad Tepes, cuja crueldade e prazer em ver a agonia de suas vítimas contribuíram para que Bram Stoker criasse um ser tão perverso. Quando foi publicado em 1897, “Drácula” não foi um best-seller imediato, embora as críticas fossem extremamente favoráveis, classificando classificou Bram Stoker como sendo superior a Mary Shelley e Edgar Allan Poe. O romance tornou-se mais significativo para os leitores modernos do que foi para os leitores contemporâneos do autor.


A história de “Drácula” tem sido a base de incontáveis filmes e peças, ópera, balé, graphic novels e inúmeras outras mídias, sendo que o número de filmes que incluem referências a Drácula direta ou indiretamente chega a mais de 649 adaptações. A primeira adaptação para os palcos, encenada em 18 de maio de 1897, foi escrita e dirigida pelo próprio Bram Stoker e encenada uma única vez em Londres.

A primeira adaptação para o cinema ocorreu em 1922 e envolveu uma questão judicial entre o diretor do filme e o espólio de Bram Stoker. F. W. Murnau, o diretor do filme, lançou a história com o título “Nosferatu: Uma sinfonia de horror”, apenas alterando o nome do protagonista (de Drácula para Orlok) e transferindo o local da trama da Inglaterra para a Alemanha.


Opinião da Blogueira: Confesso que o meu “contato e conhecimento” sobre o Drácula era baseado somente em peças de teatro, filmes, e essa é a primeira vez que tenho contato com a parte mais “literária” deste personagem conhecido pelo seu perfil de extrema crueldade, ser sedento por sangue humano.
Através dessa release(em breve estarei fazendo a resenha do livro),posso afirmar que este livro poderá nos fornecer uma leitura extremamente interessante, mesclando um universo sombrio e misterioso e ao mesmo tempo um romance arrebatador.



O que vocês acham sobre o Drácula?

Conte Para Mim!!!!


Beijos Ela Oliveira

12 comentários:

  1. Eu amoooo o Drácula!Mesmo nunca tendo lido um livro sobre ele e por amar o Drácula odeio Crepusculo.Gostei desse livro!Vai para minha lista!

    ResponderExcluir
  2. Adorei a dica, parece ser algo bem diferente né? bj

    ResponderExcluir
  3. AAin, confesso que eu nunca senti muita vontade de ler essa história, porque o Drácula e todo esse clima gótico me assusta um pouco! haháá
    Mas vou querer ler a tua resenha amore, quem sabe eu mudo de opinião lendo o teu blog né?!

    Beeijo
    www.blogmymemories.com

    ResponderExcluir
  4. *---* babei
    eu adoro o draculo
    ja vi os filmes antigos mas ainda no li o livro sabe

    ResponderExcluir
  5. adoro historias de vampiros. ótima dica de livro!
    bjs
    www.martinanasviagens.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Deve ser muito legal (: Beijos meusalto20.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Drácula é um clássico! Não se criam mais vampiros como esse. É ótimo!

    Beijos!
    meumundoecolorido.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Ela, sobre Drácula só conheço através de filmes, nunca li sobre o livro, mas uma amiga me indicou essa semana. Abraços. Sandra

    ResponderExcluir
  9. Infelizmente ainda não pude ler Drácula :/
    Mas pretendo lê-lo logo ^^

    David - Leitor Compulsivo

    ResponderExcluir
  10. Esse é um livro que eu acho que todo mundo deveria ler. Ótima indicação mesmo!

    Um beijo,
    Luara - Estante Vertical

    ResponderExcluir
  11. Depois que aprendi a ler com quadrinhos do Batman, Drácula foi meu primeiro livro de verdade, então meu carinho ultrapassa os limites do especial. Minha educação literária começou com o Homem Morcego e o Morcego Imortal.

    @enriquecoimbra (Enrique-Sem-H), da Terra do Nunca.
    www.discipulosdepeterpan.com.br

    ResponderExcluir

 
Páginas em Preto © Todos os direitos reservados.