11.3.15

Release "Razão e Sensibilidade" de Jane Austen-Editora Landmark


Hoje é dia de conferir a Release do livro "Razão e Sensibilidade" da Jane Austen publicado pela editora Landmark.

RAZÃO E SENSIBILIDADE
JANE AUSTEN
EDIÇÃO BILÍNGUE – PORTUGUÊS/ INGLÊS
2015 ° CAPA DURA – 16 CM X 23 CM ° 496 PÁGINAS
ISBN 978-85-8070-048-0
PREÇO DE CAPA: R$ 45,00
ISBN Digital 978-85-8070-049-7
PREÇO DE CAPA: R$ 9,80
LITERATURA INGLESA: ROMANCE ° TRADUÇÃO ADRIANA SALES ZARDINI

Embora não seja o primeiro romance escrito por Jane Austen Jane Austen(16 de dezembro de 1775 - 18 de julho de 1817), RAZÃO E SENSIBILIDADE foi o primeiro de seus romances a ser publicado, em 1811, sendo que o título 
original da obra eraElinor and Marianne e escrito sob a forma de romance epistolar. Revisto alguns anos depois, Jane Austen alterou o título e a estrutura da narrativa, mantendo, entretanto, o seu tema central: a 
necessidade de se encontrar um meio termo entre a paixão e a razão.

O lançamento de RAZÃO E SENSIBILIDADE apresenta pela primeira vez esta importante obra de Jane Austen em edição bilíngue, de luxo e em capa dura,resgatando toda a importância desta magnífica obra de uma das maiores escritoras inglesas.

O enredo, embora simples, não deixa de ser profundo e questionador: a história se estrutura em torno das irmãs Dashwood, Elinor e Marianne, que na Inglaterra dos últimos anos do século XVIII, ficam desamparadas com a morte do pai, cujas propriedades são deixadas como herança para um filho do primeiro casamento, obedecendo-se às leis inglesas. Bonitas, inteligentes e sensíveis
, as irmãs Elinor e Marianne, sua mãe e sua irmã menor, Margareth, mudam-se para um cottageoferecido por um parente distante. Sem dotes a serem oferecidos para seus casamentos, Elinor, o arquétipo austeano da razão, e Marianne, o da sensibilidade, têm poucas oportunidades de conseguir um bom casamento, mas a grandeza de seus sentimentos - a sinceridade e a fidelidade do coração de 
ambas - se revela importante contra a hipocrisia de uma sociedade preocupada apenas com as aparências e os bens materiais.

Jane Austen é mestra em expor as sutilezas do jogo que se estabelece entre nobres insensíveis, a classe média ambiciosa e o casamento como meio de enobrecimento. Nada nos autoriza a dizer, como se tem visto, que é apenas um romance sobre “intrigas domésticas” ou sobre “uma irmã racional e outra sentimental”. Ao contrário, é apresentada uma questão sempre relevante e 
recorrente nos romances de Jane Austen: será que o que parece útil em curto prazo, vale a pena ser vivido em longo prazo? Será que a ambição pode garantir verdadeiramente conforto e riqueza maiores? Aqueles que seguem apenas os seus sentimentos podem ter melhores resultados? É o que parece dizer Jane Austen, entre as tantas observações, comentários e descrições apresentadas ao longo da trama, concluindo que a virtude ainda é necessária e que as boas intenções não são necessariamente vitimadas quando todos mais se mostram ambiciosos.

Quer saber mais sobre a editora Landmark?Então Acesse:

"Release enviada pela editora Landmark"

Beijos Rafa Oliveira 

2 comentários:

  1. Resenha maravilhosa amei a dica do livro amei
    sucesso resenha perfeita
    Blog: http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Muito muito boa e articulada a sua resenha hahaha
    Sério
    Jane é tudo isso mesmo e por essas palavras que você escreveu eu aprendi muito.
    Sou uma garota bem melhor depois de Jane.

    ResponderExcluir

 
Páginas em Preto © Todos os direitos reservados.